quarta-feira, 5 de junho de 2013

Questione, duvide, pergunte, exija “provas”...

Se você já leu todos os posts aqui do blog, certamente deve ter percebido que tenho opiniões fortes e, principalmente, que costumo contradizer tudo que você já ouviu ou leu sobre nutrição...

É que não posso concordar com recomendações baseadas no “achismo”...

DIZEM muitos médicos e nutricionistas (os estudos não comprovam essa teoria) que o sal aumenta a pressão arterial... Aí falam dos embutidos (presunto, mortadela, salame), porém, nesse caso, há vários aditivos químicos (conservante, acidulante, estabilizante, anti-umectante), e são esses os venenos que alteram a pressão, e não o sal em si...

Já que o assunto é polêmico, não acredite em mim, leia este artigo e analise: Reduced dietary salt for the prevention of cardiovascular disease: a meta-analysis of randomized controlled trials (Cochrane review)

Raciocinem comigo para chegarmos até a raiz do problema: não é ridículo pensar que os rins não conseguem eliminar 15 gramas de sal por dia? Se vivemos bem com 1 só rim, quem dera com 2, a capacidade de cada néfron (célula que “filtra” o sangue) é muito melhor do que nossa mente pode imaginar... 

O interessante é que nunca encontrei estudos confiáveis (meta-análise, amostra aleatória, duplo-cego, controlado) que provam que com a exclusão de sal a pressão é regulada... Ressalto que estudo EPIDEMIOLÓGICO não prova coisa alguma, só associa, e aí, entram muitas variáveis no estudo, que não podem ser controladas, por isso me baseio em estudos cujos métodos citei na primeira linha desse parágrafo...

Provavelmente você deve conhecer alguém que não consome sal porque foi orientada para isso e usa medicação anti-hipertensiva. Tire o remédio e veja como fica a pressão, provavelmente ela não estará regulada, mesmo sem sal... É o sal que aumenta a pressão?

Bom, se a pessoa não consome sal e tem pressão alta, o que provoca aumento da pressão arterial?

"Isto!!!"



O Sódio (elemento "perigoso" do sal) representa 10% do que está sobre a superfície, enquanto   que 90% do que está sobre a superfície e tudo que está submerso corresponde às múltiplas variedades de desequilíbrios nutricionais que a maioria das pessoas apresentam... Ou você pensava que Deus não sabia o que estava fazendo quando criou o homem? Iria criar apenas um elemento para regular algo tão complexo???

De cara, já penso em Hiperinsulinemia (muita insulina circulando por comer ingestão inadequada de carboidratos) por ela estimular a retenção de água de corpo, conforme você mesmo pode ler entre o final da segunda e começo da terceira página deste artigo em português Obesidade Visceral, Hipertensão Arterial e Risco Cárdio-Renal: Uma Revisão...

Aí eu constato que Cálcio, Potássio e Magnésio participam das ATP-ases, as bombas que controlam o equilíbrio dos eletrólitos no organismo, que regulam a pressão... Se faltar esses 3, mesmo se atendo à pouco sal (o que é desnecessário), você espera que sua pressão arterial seja boa? Já falei sobre Hipertensão arterial nos primeiros posts do blog, sugiro que leia todos...

Sem falar em Ômega-3 e Vitamina D, que também participam da processo de regulação da pressão arterial... A vitamina D (que na verdade é um hormônio) sintetiza proteína chamada fator inibidor de renina, que relaxa as artérias e impede aumento da pressão arterial...

Aí, quando digo que você tem que ABOLIR da sua mente a ideia de caloria, é porque preciso que você consuma Amendoim, porque nele tem bastante Arginina, Cálcio, Potássio, Magnésio e Resveratrol, e a ação conjunta desses 4 elementos irão regular sua pressão arterial...

A Arginina e o Resveratrol modularão a produção de Óxido Nítrico (um potente vasodilatador) e os minerais participarão nas ATP-ases...

Pois é, “graças” ao conceito de caloria, 99% das pessoas deixaram de consumir essa oleaginosa...

Vários e vários fatores influenciam a pressão arterial, sendo que estresse é o maior fator de risco...

Mais quebra de paradigma, vamos lá?

Meta-análise de estudos prospectivos avaliando a associação entre gordura saturada e aumento de risco cardiovascular constata que a gordura saturada não é a culpada pelos infartos e derrames...


Então, se você é profissional de saúde, reflita se você realmente está agindo conforme as evidências científicas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário