sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Porque a carne bovina é melhor que a carne de frango granjeiro

Se você ainda tem receios de consumir carne bovina, não deve ter lido esta postagem aqui...

Como citei na postagem do link acima, enquanto frangos de granja são alimentados com ração de milho e soja (ambos transgênicos, para piorar tudo) o tempo todo, o gado brasileiro vive se alimentando de pasto a maioria de sua vida. E no pasto é que estão os nutrientes, já que tudo vem da terra...

Isso faz muita diferença na concentração de nutrientes nas carnes: Zinco, Ferro, Cobre, e vitaminas do complexo B, todos esses nutrientes estão muito mais concentrados na carne vermelha...

Sempre fico atento quando ouço a palavra “Zinco”. Em 100g de “patinho”, um tipo de corte da carne bovina, supre mais de 80% da necessidade desse mineral, e isso é fantástico, porque quase 50% das pessoas apresentam deficiência de Zinco!!! Como já citei anteriormente, tudo depende de uma boa mastigação...

Sendo esse mineral um elemento-chave na modulação (equilíbrio) hormonal, tanto que sua deficiência aumenta a expressão gênica da enzima P450 Aromatase, que converte testosterona (hormônio “masculino” que estimula queima de gordura) em estradiol (hormônio “feminino” que aumenta o armazenamento de gordura), e isso é péssimo...

Ter pouco Zinco também diminui a síntese da Somatrofina (GH, Hormônio do Crescimento) que significa diminuição da queima de gordura e do aumento da massa muscular...

Pensou em hormônio, lembre-se sempre de um nutriente: Zinco, e de uma fonte alimentar: carne bovina...

Então, perceba o quanto uma deficiência deste mineral pode atrapalhar a vida de quem está querendo emagrecer: diminui a atividade de hormônios que queimam gordura e aumenta a atividade de hormônios que armazenam gordura...

Isso sem falar da importância do Zinco para Tireóide (produção do hormônio T4, que será convertido em T3 se houver Selênio), cujo T3 age em todo o corpo aumentando a TMB. Assim como nem abordei a importância do Zinco na destoxificação (metalotioneína), que nada mais é do que eliminação de substâncias tóxicas que estão armazenadas nos adipócitos (células de gordura). Destruir uma célula de gordura significa expor seu conteúdo no sangue, se houver toxina, o emagrecimento é interrompido, afinal de contas, mais vale toxina dentro do adipócito do que circulando pelo sangue, afetando cérebro, fígado, rins...

Entenda, a deficiência provoca problemas, excesso de Zinco é tóxico, não pense que suplementar Zinco sem ter sinais e sintomas de deficiência é algo bom, pelo contrário, só faz mal. Mesmo se não fosse tóxico, não existem evidências científicas de que com Zinco acima do normal há mais testosterona e mais GH. O suplemento ZMA torna-se um lixo se não há deficiência, sem falar que a concentração de Zinco é ridícula para se justificar tanto alarde em torno de um suplemento. Coma carne bovina que vale mais a pena e ainda é mais saborosa do que engolir uma cápsula...

E a informação mais chocante: pasmem, carne bovina (gado alimentado em pasto) contém Ômega-3!!! A concentração não é grande (em média 30mg/100g), mas considerando um consumo de 300g-400g, já se tem 120mg...


Então, olhe a carne bovina sob outro ponto de vista partir de hoje...

Nenhum comentário:

Postar um comentário