segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Não tenha medo, restrição só é benéfica se houver problemas já estabelecidos...


Por mais que enormes mudanças já possam ter ocorrido na dieta de muitas pessoas, por mais que ela esteja se sentindo bem, reduzindo cada vez mais gordura corporal e cada dia mais disposta, é só as Lipoproteínas (que transportam gordura no sangue, incluindo Colesterol) aumentarem sua concentração que a pessoa já fica com medo, é só dar alteração nas enzimas hepáticas (AST/ALT/GGT ou TGO/TGP/GGT) que o pavor de proteínas volta, é só sentir dor nas costas (estou falando de cólica renal) que já pensar novamente em proteína...

Tomar bastante água faz um bem maravilhoso para todas as células do nosso copo, mas quem está hospitalizado por insuficiência renal deve diminuir drasticamente o consumo de água e de proteínas, senão pode morrer...

Pergunta: é o excesso de água e de proteínas que causa problemas nos rins? 

Duvido! 

Quem tem problemas com a vesícula biliar, que armazena substâncias que vão emulsificar as gorduras, tornando-as acessíveis para enzimas digestivas (lipolíticas), pode se beneficiar de uma restrição de gorduras (exceto os TCM do Côco, que praticamente não são necessários ser emulsificados).

Pergunta: é comer muita gordura que causa problema na vesícula biliar?

Claro que não!

Mas o contrário é verdadeiro: comer pouca gordura pode causar Colelitíase (famosa pedra na vesícula), já que se o estoque de sais biliares não é liberado, então começa à se acumular, porque a pessoa tem pavor à gordura (carboidrato vive se entupindo, engordando e ficando cada dia mais flácida, é engraçado isso, "desconfiômetro" ZERO) ...

Então, se o tratamento implica em retirar X, não significa que X é a causa do problema...

Nenhum comentário:

Postar um comentário