domingo, 24 de novembro de 2013

Corra, porque ainda dá tempo!!!

Muitas pessoas, ano após ano, começam o ano com vários "projetos", dentre os quais está E-M-A-G-R-E-C-E-R e/ou "ficar em forma", definitivamente...

Com o passar dos dias e alguns meses, por não terem realmente ajustado individualmente a dieta e atividade física, algo que é mais complexo do que parece, não conseguem ter uma excelente evolução, que ao meu modo de ver não significa ter metade dos resultados desejados, mas 100% de resultado!!!

Como consequência, "largam mão" e desistem de tudo...

Como se houvesse alguma vantagem em desistir daquela meta...

Hoje é 24 de novembro de 2013, estamos à exatamente 1 mês da véspera de Natal, na sequência já vem réveillon, que é a ocasião onde muitos reúnem-se com todos os parentes que não se viam à exatamente... 1 ano!!! Ou quase isso...

Então, aproveito para lhes informar algo que é perfeitamente possível: ainda dá tempo!

De alcançar sua meta e impressionar de verdade quem não lhe via à algum tempo...

Claro que os resultados sempre são diretamente proporcionais à dedicação!


É complicado fazer previsões, mas 5kg é perfeitamente normal e até mesmo 10kg é possível reduzir em 1 mês, desde que realmente "se vista a camisa" e "se compre a ideia" de que você pode, você consegue...

Não posso falar muito para não revelar este "segredo", mas eu diria que as estratégias para conseguir isso são:

1. Aeróbico em jejum diariamente (isso inclui sábado e domingo)...

2. Musculação no máximo possível de dias por semana, para manter e até mesmo tentar aumentar a massa muscular...

3. Suplementação termogênica (cápsulas e bebidas)...

4. Dieta hipocalórica!

A enzima Lipase Hormônio Sensível (LHS), presente nos adipócitos (células de gordura) é a responsável por hidrolisar os triglicerídios (forma que a gordura é armazenada) e liberar para o sangue os 3 Ácidos Graxos livres e o Glicerol (Triglicerídio digerido), que serão transportado até os tecidos onde serão oxidados para produzir energia...

Vários hormônios (GH, Epinefrina, Cortisol) são induzidos à aumentarem sua concentração através das estratégias que estou abordando, estimulando a ação da LHS, mas para potencializar os resultados, há necessidade de não consumir muita energia...

Se a energia, que seu corpo precisa, vir do alimento, você acredita mesmo que ele vai fazer esforço - hormonal e enzimatico - para "queimar" as gorduras armazenadas no corpo???

Na imagem abaixo, pode ser visto isso que citei, na metade esquerda.




5. Dieta hiperprotéica (proteína gasta muita energia para ser digerida, ou seja, tem efeito termogênico, já citei isso várias vezes em postagens mais antigas. Recomendo consumir 3g/kg, em alimentos, algo super difícil, por isso é impossível manter por mais de 5-6 semanas)...

6. Dieta sem carboidrato!

7. Dieta com o mínimo possível de gordura (ressaltando novamente, a intenção não é fazer o corpo usar a própria gordura armazenada? Então obrige-o à fazer isso, não dê a ele a energia através do alimento), o mais próximo de ZERO, sugiro menos de 30g/dia.

8. Fibras: aposte nelas, porque o aumento de saciedade que elas proporcionam faz muita diferença numa hora destas. Para isto, apostar em semente de Chia, polpa da Banana Verde cozida, Verduras em abundância, são essenciais... Quantidade de fibras: umas 50g tá de bom tamanho. Perceba, é bem mais do que "recomendação" oficial de fibras, que se não me engano é de até 35g...

9. Água: Já expus aqui no blog que beber 2 litros de água por dia é pouco, para a maioria das pessoas... Essa bebida sacia, se for consumida em grande quantidade, fracionada ao longo do dia. Perceba, para mim, agora que o verão está chegando, aumento de 4 para 5 litros de água, em média. Pode parecer um valor absurdo de alto, mas divida esses 5 litros por 16h, que é o tempo médio que estamos acordados: dá 312,5ml de água por hora. É muito difícil beber pouco mais de um copo d'água a cada hora do dia?

Então, reflita sobre isso, mas não por muito tempo, pois, como falei...



Para virar o ano com o abdômen muito mais "sarado"...

7 comentários:

  1. Oi, Luiz,
    Parabéns pelo blog e pelo conteúdo. O descobri por um comentário seu no blog do dr. Souto, e desde então li todos os posts e assinei o feed.
    Estou fazendo a dieta páleo LCHF há quase 3 meses, e embora minha energia tenha aumentado eu não estou vendo resultados. O pouco que emagreci (duzentos gramas por semana) já recuperei, e não senti perda de gordura. Estou começando a me preocupar, e acho que essa dieta não é pra mim. Li um post seu que mostra 2 estudos onde quem se deu melhor com a LCHF foram os que tinham resistência à insulina. Meus exames sempre foram normais, de glicose, insulina, colesterol, etc, então eu acho que não tenho resistência à insulina. Comecei a dieta por motivo de saúde, para melhorá-la.
    Já faz uns dias que venho pensando no que fazer, pois não quero virar o ano do jeito que estou (não preciso perder muito peso, pelo contrário, preciso perder gordura corporal, nem me importaria se o peso aumentasse desde que eu perdesse gordura). Faço HIIT e exercício com pesos. Enfim, ao ler este post me deu vontade de tentar dessa forma (e mudar radicalmente a dieta, já que venho ingerindo bastante gordura, devido a dieta ser LCHF, como você já sabe). Mas tenho receio de depois engordar de novo, já que é impossível manter uma dieta com baixa gordura e baixo carboidrato por muito tempo. O que você acha? Depois de alcançado o objetivo, é possível retornar a uma dieta "normal" sem engordar? Se você puder me dar uma luz agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como falei, é por curto espaço de tempo, ao reintroduzir a gordura na dieta após o período definido no planejamento, o corpo estará muito mais "acostumado" à oxidar gordura para usar como energia... Engordar? Só se voltar à comer carboidrato! Me envie um e-mail, tenho algo para lhe enviar que certamente lhe interessará...

      Excluir
  2. Olá, Luiz
    Ler esse seu post e depois o comentário da Jussara me fez pensar. Eu também nunca tive problemas com taxas de glicose, colesterol. Não acho que tenho resistência à insulina também porque em 6 meses de dieta LCHF não eliminei peso, somente poucas medidas (2 cm no geral), porém minha saúde melhorou bastante e a fome louca que eu tinha não existe mais, o que me incentiva a continuar com ela.
    Preciso eliminar ainda 5 quilos para chegar ao meu peso ideal (eliminei 21 quilos em um ano com dieta hipo, sem glúten e açúcar e estagnei). Hoje me sinto melhor com 100 gr de carbs ao dia (frutas, legumes e às vezes tapioca ou milho), quando reduzo muito os carbs me sinto mal, fraca. Tenho hipotireoidismo e andei lendo alguns artigos acerca da necessidade de carbs pela tireoide, por isso fui aumentando aos poucos o consumo.
    Como aumentei os carbs cortei bastante a ingestão de gorduras e hoje só como pouca manteiga, azeite, poucas oleaginosas e a gordura natural das carnes (peixe, porco e frango) porém voltei a ter problemas com intestino preso que não tinha quando consumia mais gorduras.
    Estou sem saber o que fazer e tenho receio de engordar se consumir 100 gr de carbs por dia e aumentar a ingestão de gorduras. Faço exercício 4 x na semana (Hiit e localizado sem pesos).
    Sinceramente, não gostaria de voltar à dieta hipocalórica pois sentia muita fome e tinha crises frequentes de compulsão, que nunca mais apareceram com lowcarb. Se eu comer 100 gr de carbs por dia e continuar com as gorduras (azeite, manteiga, óleo de coco, carnes) posso ganhar peso ou essa é uma faixa segura? Se você tiver algum artigo ou material de leitura sobre o assunto, peço que me envie, por favor. Meu email é kell.klein@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa questão da Tireoide e carboidratos não é verdade. Algum tempo atrás, procurei na literatura científica por artigos, e não encontrei algum que confirmasse essa dependência de carboidratos... Pelo contrário. Há menos T3, porém o T4 mantém-se inalterado, bem como o TSH. Se fosse assim tão simples, a maioria de meus clientes desenvolveriam Hipotireoidismo, e não tenho 1 cliente sequer que desenvolveu isto.

      Precisas saber como está a concentração de Iodo no seu corpo, algo que, incrivelmente, a maioria dos médicos ignoram...

      Enquanto houver essas 100g de Carboidrato na dieta, haverá inibição da utilização de gordura como energia, resultado: não emagrece!

      Com 100g de carboidratos provenientes dos alimentos que citaste, não vejo qualquer possibilidade de "engordar"... Mas também não emagrecerá...

      Excluir
  3. Acho que este tópico foi baseado em mim....kkkkk. Falei com o Luiz que iria deixar para iniciar no próximo ano por causa das festas de fim de ano........isso foi no meio de novembro......mas ele insistiu e me convenceu a iniciar.....e por experiência própria...posso dizer que funciona!!! e muito!!!! com certeza ainda dá tempo!!! Obrigado Luiz

    ResponderExcluir