segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Gasto ou investimento?


Sempre há quem acredite que dinheiro investido em alimentos mais caros e suplementos nutricionais (prevenção) sejam prejuízos às finanças (gastos)...


Coincidência (ou não?) é o fato de que estas mesmas pessoas tempos depois precisam gastar aquele mesmo dinheiro, que não investiram, com tratamento medicamentoso...

E o pior de tudo: não conseguem resolver o problema definitivamente, a situação apenas ameniza...

Acham caro pagar 100$ por um pote (900g) de Whey Protein, mas "não se tocam" de que gastam mais do que isso em lanches "entupidos" de carboidrato...

Interessante é que por conta do excesso de carboidrato (com glúten, geralmente), ganham de brinde quilos e mais quilos de gordura corporal, aí, em vez de fazerem o correto (arrumar a dieta de verdade), tiram as massas brancas, refrigerantes, açúcar, pão branco, ou seja, refinados, e trocam por integrais (pão integral, macarrão integral) e frutas...

O que significa que continuarão acima do peso, apenas serão "gordinhos mais saudáveis", com um pouco mais de vitaminas e minerais armazenados...

Por isso, prefira investir R$500 (exemplo) mensalmente visando prevenção, ter exames com resultados perfeitos, muita vitalidade, disposição e saúde, ainda por cima ter uma excelente forma física, do que ser obrigada à gastar tudo aquilo que não investiu...

Seja qual o for o problema, há meios para preveni-lo e/ou eliminá-lo, como infecção intestinal, crises de rinite/sinusite/bronquite/asma, "viroses", enxaqueca crônica, flatulência absurda (gases, "pum"), azia que nunca some, abdômen que está sempre inchado, dor muscular, enfim, a lista é quase infinita, então vou parar por aqui...

É como ficar adiando a revisão do automóvel, quanto se deixa o tempo passar, maior a chance de precisar gastar cada vez mais...

Por isso, considere (e reconsidere inúmeras vezes até aderir) a ideia de que você precisa passar por uma revisão geral, "de cabo à rabo", verificando desde enzimas hepáticas (principalmente a Gama Glutamil Transferase, conhecida como Gama GT), minerais (Magnésio, Selênio, Ferro, Cobre, Iodo, Zinco), metais tóxicos (Alumínio, Chumbo, Mercúrio, Cádmio, Arsênico), etc...

Dificilmente alguém reserva parte do 13º salário para isso, todavia o carro não é esquecido, em algum momento do ano é levado para revisão... E você, sua vida, sua saúde, não tem mais valor do que um carro? Vale a pena arriscar? Esperar ter problema de saúde pra correr atrás do prejuízo, sendo que não há garantia de eliminação definitiva?

Cortar o mal pela raiz, quem não ouviu falar nisso?

Pois é, coloque isso em prática...

Com uma boa pesquisa, certamente é possível encontrar bons profissionais em sua região, que possam te avaliar detalhadamente, com muita atenção...

Lembrando que cada exame tem sua faixa ideal de resultado, se a referência diz que 10 é pouco e 50 é muito, quando o resultado encontrado for 15 ou 45, nunca que será ideal, está perto demais do limite!!!

2 comentários:

  1. Prezado Drº Luiz.
    Parabéns pela forma como o amigo tem abordado o assunto Nutrição, de forma clara, objetiva e com respaldo científico de qualidade. A quebra de paradigmas é simplesmente esclarecedora. Por conta de tudo acima, é que estou tomando a liberdade(cara de pau),de te pedir uma orientação em relação ao problema de obesidade de minha esposa. Uma breve história:Semana passada foi se submeter a uma cirurgia bariátrica, que não chegou a ser realizada em virtude de ter tido um choque anafilático, após aplicação do anestésico. Foi aquele corre-corre, o pulmão se fechou(espasmo respiratório), pois bem, teve que ser reanimada, e hoje graças a DEUS está bem. Diante disso não só ela , como eu também, ficamos assustados. Ela necessita perder peso, pois tem problemas de dores nos ossos(artrite reumatoide), que já tem atrapalhado e muito suas atividades, já não consegue ficar em pé por um bom tempo, dores terríveis nos pés, enfim está complicado para ela.Diante de toda esta complicação, ela resolveu ter coragem, e está disposta a uma reeducação alimentar. Confesso que tenho tido dificuldade de encontrar em minha cidade(Recife) um profissional na área de nutrição que já enterrou definitivamente os velhos conceitos da pirâmide alimentar, que só contribuiu para a alarmante epidemia de obesidade, pressão alta, diabetes tipo 2. etc.etc.....Ainda consideram colesterol como doença, e quanto a gordura, fazem o sinal da cruz. O que busco do amigo, é a possibilidade de saber se conheces alguém em minha região que trabalhe com nutrição funcional, alguma orientação quanto ao como devemos proceder, exames necessários(levantamento metabólico), pois entendo que reeducar a alimentação é até o fim da vida. Comer certo , e comida de verdade. Ufa! Desculpa o livro, acho que da para sentir o nosso drama de fazer de forma certa. Ela hoje(minha esposa) encontra-se com peso corporal de 113 Kg, e tem 1,72 de altura, é hipertensa , e sua glicose, por incrível que pareça, ainda está em níveis normais(em jejum) 98.Desde já agradeço, mesmo sendo atendido ou não, e reitero mais uma vez, a excelente qualidade deste teu blog. Um grande abraço.
    Carlos Magno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Faço o possível...

      A Glicemia de jejum isolada não é parâmetro confiável, precisa ser avaliada juntamente com a dosagem de Insulina... Vamos supor que a Insulina dela deu 50 (referência é até 30, ideal é entre 3 e 7), perceba como é necessário muita Insulina para manter a Glicose em 98, que por sinal está alta (ideal é abaixo de 80)... Imagine a situação 1 ano depois: o pâncreas cansou de tanto liberar Insulina, foi a falência....

      Excluir