quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Comida de verdade

Frequentemente ouço isso:

"Vou cortar refrigerante, arroz branco, macarrão, açúcar, pão francês, chocolate ao leite/branco..."

Questionamento: desde quando que essas coisas são comida de verdade?

Não era nem para ter começado a comer essas coisas, oras!

Porque opções há de sobra para escolher:

Tem oleaginosas: Amêndoa, Avelã, Castanha do Brasil, Castanha de Cajú, Macadâmea, Nozes, Pinhão, Pistache...

Existem muitas frutas além de banana: Abacate, Abacaxi, Acerola, Açaí, Ameixa, Amora, Atemóia, Bergamota, Cajú, Carambola, Caqui, Cereja, Côco, Framboesa, Gabiroba, Graviola, Goiaba, Jaca, Jabuticaba, Kiwi, Laranja, Limão, Mamão, Maçã, Melancia, Maracujá, Manga, Melão, Mirtilo, Morango, Pêra, Pêssego, Pitanga, Romã, Uva...

Cereais integrais: Amaranto, Arroz integral, Aveia, , Quinoa, ...

Tubérculos: Aipim, Batata-salsa (Baroa, Aipo, Mandioquinha, é tudo a mesma coisa), Batata Doce e Inglesa, Cará, Inhame, Yacon...

Leguminosas: Feijões, Brotos (Alfafa), Lentilha, Grão-de-bico, Vagem, Ervilha, Milho, Mostarda, Amendoim

Carnes: Atum, Sardinha, Peixes, Ovos caipiras, Frango caipira, Frango de granja (não é ideal, mas é melhor do que comer as coisas que citei no começo), Frutos do mar, Suíno, Bovino...

Legumes e Verduras: Abóbora, Alface, Agrião, Alho Poró, Brócolis, Beterraba, Beringela, Cenoura, Cebola, Chicória, Chuchu, Couve, Couve-flor, Espinafre, Pepino, Pimentão vermelho, Repolho, Rúcula, Tomate...

Funcionais: Alecrim, Alho, Alfarroba, Aloe Vera Gel, Café, Canela, Chá Branco/Verde, Chocolate amargo, Cogumelos shitake, Gengibre, Hortelã, Óleo de Oliva (Oliva-Azeitona), Óleo de Côco, Orégano, Pimenta, Semente de Girassol,Gergelim...


Creme de leite, Manteiga, Nata, Bacon...

O mais importante, no primeiro momento, é preocupar-se em comer, comida de verdade!!!

Não interessa tanto a ordem dos alimentos ao longo do dia, este aspecto pode ser verificado depois de 30 dias, pelo menos, se ainda sentir que a situação não evolui como esperado...

Aí sim será hora de pôr tudo no seu devido lugar, ajustar cada detalhe para maximizar os resultados...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Efeito fisiológico de comer os alimentos certos


"Ah, mas se eu comer abacate, amendoim, castanhas, nozes, amêndoas, ovos, óleo de oliva, óleo de côco, chocolate amargo, manteiga, banha de porco, todos os dias, até mesmo em grande quantidade, vou engordar..."

A pessoa está no fundo do poço e ainda quer discutir...

Há quilos e mais quilos de excesso de gordura corporal, sem comer uma grama de gordura por dia, e pensa que vai engordar comendo gordura...

A chance disto acontecer é a mesma de ganhar na loteria, quase impossível...

A vesícula biliar tem uma capacidade limitada de emulsificação de gorduras, não adianta consumir 500g de Abacate porque boa parte será eliminada na grande diarreia que ocorrera depois... rsrs

Comer 300g de Amendoim, tomar 100ml de Óleo de Oliva ou de Côco, mesmo efeito: dor de barriga, vômito, diarreia, mas engordar, só se você for um grande "azarado"... rsrs

Agora, experimente comer 2 pacotes de bolacha recheada - 300g - (jamais faça isso, só estou dando um exemplo, pelo amor de..., não vá testar) para ver se haverá diarreia... Agora é o contrário, praticamente 100% será absorvido, diarreia só se você for uma grande "sortudo"... E o que seu corpo fará com tanto carboidrato? Qual o impacto do glúten no sistema imunológico intestinal? E a gordura trans, onde vai parar dentro do organismo?

Ninguém consegue comer muita gordura (300g por dia) sem desistir logo no 2º dia, porque o desconforto gastrointestinal é enorme... Por isso nenhum artigo científico pode ser levado adiante...

Agora, 300g de carboidrato é tão fácil...

Então, como mensagem final: o próprio corpo regula a quantidade necessária, quando os alimentos certos são consumidos...

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Estudos epidemiológicos e Nutrição, uma grande farsa


No município X, em 2011 foram vendidas 2 mil motocicletas, sendo que 200 destas foram roubadas no mesmo ano... No ano seguinte, foram vendidas 3 mil motocicletas, mas houveram 500 roubos...

A manchete poderia ser: "a venda de motocicletas está associada com maior incidência de roubos de motocicletas..."

Qual é o maior fator de risco para que roubem a moto? Ter uma moto, oras bolas! Mas é o fato de vender a motocicleta que causa o roubo? Claro que não, isto é ridículo, inúmeros fatores estão envolvidos, tais como a despreocupação com a segurança da motocicleta (cadeados, alarme), ação de gangues, etc...


...


No município Y, em 2011 houveram 3 mil casamentos e 50 divórcios. No ano seguinte, houveram 3.500 casamentos e 100 divórcios...

A manchete epidemiológica poderia ser: "o crescimento do número de casamentos vem aumentado, mas está associado com aumento no número de divórcios..."

Qual é o maior fator de risco que implica em divórcio? Estar casado, oras bolas! Mas é o fato de se casar que provoca o divórcio? Ou são inúmeros fatores conjugais, tais como infidelidade, egoísmo, luxúria, falta de paciência, etc????????

...

Entendem o quão ridículos são estes estudos?

Veja esta manchete: Dieta hiperproteica e low-carb prejudica saude cardiaca da mulher.

Vejam o comentário de uma pessoa no próprio site:

Fabio Takeo
Esse é um estudo observacional não randomizado, é um trabalho que levanta hipóteses e não conclui nada. Infelizmente quando não é randomizado, o resultado pode ser devido à outros fatores como o estilo de vida. Será que aqueles consomem mais carne não são os que mais fumam e bebem?
27.06.2012



Aí está a resposta para este estudo, nem preciso comentar...

Essa regra também valem para estudos que falam bem de algum alimento, não pensem que não sou criterioso!

"Estudo espidemiológicos têm mostrado uma associação inversa entre a ingestão de brócolis e risco de câncer. Este efeito protetor está amplamento distribuído aos compostos fitoquímicos, que incluem vitaminas C e E, quercetina e kaempferol, carotenóides (betacaroteno e luteína) e glicosinolatos".

Claro, e quem consumia brócolis diariamente também praticava atividade física diariamente, não fumava, não ingeria bebida alcoólica, controlava o estresse, tinha um sono de qualidade...

Ué, mas então foi o brócolis, ou foi todo o estilo de vida??????????

Conseguem perceber como apenas parte do contexto é deixado evidente? Como há meia-verdade por trás de muita coisa?

Por mais que o brócolis realmente seja "tudo de bom", sozinho não faz nada, assim como "uma andorinha só não faz verão"...

Para algum estudo provar alguma coisa, teria que ser assim:

separar em dois grupos idênticos, ninguém sem fumar, sem beber, praticando atividade física diariamente, dormindo bem, controlando estresse...

Vamos ver se há diferença. Se houver, aí sim conclusões podem ser tiradas, do contrário, é "furada"...

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Carnes - como temperar?

Antes de iniciar, repito: carne significa músculo, que pode ser de qualquer animal! Frango tem carne, peixes tem carne, suíno tem carne, boi tem carne, coelho tem carne... Jamais digam que não comem carne, que só peixes estão na sua dieta...

Enfim...

Deixar uma carne curtir só 4 horas no tempero, ou temperar e levar ao fogo 15 minutos depois, é um verdadeiro pecado: como pode o gosto ficar bom?

Colega, se você faz isso, não sabe o que é comer uma carne deliciosa de verdade...

Experimente temperar as carnes assim:

24h antes. Repito: vinte e quatro horas antes a carne já deve ser temperada...

Como eu faço para temperar 1kg, que é a quantidade que levo ao fogo, já que 3 dias é o máximo que leva até eu zerar o estoque de carne cozida...

Carne bovina: 10 dentes de Alho espremidos, suco de 3 Limões, 15 gramas de sal não-refinado.

Carne de frango e suína: suco de 3 Limões, 10 gramas de sal não-refinado, Cominho, Pimenta e Orégano à gosto (capriche).

Repito: 24h antes de levar ao fogo já é para temperar!

Depois que você experimentar temperar dessa forma, terá outra noção do que é "água na boca"...

Bom apetite!

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Dia do Lixo - considerações adicionais

Já postei sobre isso em maio, leia rapidamente antes de continuar: link da postagem.

É interessante ter um dia na semana para deixar um pouco de lado a dieta rotineira? Por vários motivos: sim, é interessante...

Entenda: deixar um pouco de lado não significa comer besteira o dia inteiro...

Até mesmo o fator psicológico ou motivacional faz parte do processo: fica muito mais fácil obter e administrar resultados à longo prazo, sabendo que em alguns momentos "trapacear" faz parte... E também é quase impossível alguém não falhar em uma só refeição durante semanas e meses...

Para quem segue uma dieta para eliminar gordura corporal (emagrecimento), o padrão é definido por praticamente ZERO carboidrato, que à longo prazo afeta a dinâmica hormonal negativamente...

(1) Com o passar dos dias a tendência da Tireoide é fabricar menos T4, assim a Taxa Metabólica Basal diminui em resposta à menor ingestão de carboidrato e menor ingestão calórica (mecanismo de sobrevivência);
(2) a síntese de Grelina aumenta e a de Leptina diminui, o que induz ao aumento de apetite;
(3) não há mais uma grande sensibilidade à Insulina, o que é normal.

Quando há 100% de acerto nas refeições no dia do lixo, essas 3 características mudam totalmente, já que o corpo leva um "choque" e precisa processar os alimentos mais rapidamente do que estava acostumado. Isso é bom, melhoram todos os 3 aspectos que citei acima...

Para quem treina musculação arduamente para hipertrofiar a musculatura, é interessante diminuir a quantidade de proteína, pelo mesmo raciocínio, sensibilizar a síntese proteica...

Só tenha atenção: a qualidade da dieta será diminuída, mas CUIDADO com a quantidade, exageros podem custar bem caro...

COMPLEMENTAÇÃO DO SÉRGIO VELOSO, DO BLOG Fat New World...

Para muitos, a cheat meal (REFEIÇÃO DO LIXO) torna-se um alívio psicológico que permite manter a sanidade mental durante a dieta. Esperam ansiosamente pelo grande dia! Mas na verdade, não é apenas prazer que procuramos aqui, mas sim o restauro de um metabolismo deprimido pela privação energética. Não é sinal de fraqueza, é sinal de inteligência. No entanto, não devemos menosprezar o impacto psicológico de uma dieta demasiado restritiva. A cheat meal é também uma forma de aliviar a ansiedade e stress, factores que influenciam negativamente os resultados que queremos atingir. Somos animais sociais. Conviver com amigos e família é uma parte importante da nossa vida, e as cheat meals são uma oportunidade para isso mesmo.
...
A sensibilidade à leptina é um ponto critico para uma cheat meal bem sucedida. Após uma cheat meal, você deve-se sentir bem, com muita energia, com mais definição e volume musculares, e mais vascularizado. Não cansado, esfomeado e com uma retenção de líquidos que tapa qualquer vislumbre de músculo. Se já está com uma boa composição corporal, se fez uma dieta rigorosa durante alguns dias seguidos, se treina com intensidade, e se o faz regularmente, deve estar mais sensível à leptina. É isto que procuramos: um primer para a cheat meal. Dependendo do ponto de partida, este nível pode levar algumas semanas a atingir. É preciso sensibilidade e experiência para detectar o momento certo, mas é precisamente essa a caracteristica que destaca um excelente treinador e atleta do comum e medíocre. Pode sempre ir por tentativa e erro, atento ao seu estado físico e energético no dia e nas horas seguintes à refeição."

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Compartilhando conhecimento


Esta postagem é direcionada para quem almeja apenas aumentar a massa muscular, e busca apenas isso:

As reservas de glicogênio estão depletadas no início do dia, após o jejum noturno?

Há alguma necessidade de sobrecarga de carboidratos pela manhã devido à isso?

Não creio, leia esta postagem...

Gordura corporal não é problema pra mim, todavia, mesmo assim não me encaixo no grupo citado pelo Sérgio Veloso que tolera bem carboidratos pela manhã...

Aí está a explicação...

Porque será que nada me proporciona mais energia para treinar durante a manhã do que uma deliciosa “batida” de Abacate com Whey Protein Concentrado + Glutamina e Mel??????

E quando não treino, porque será que tenho uma grande saciedade com esta refeição acima? 7 funções do trato gastro-intestinal SADIO, lembram? Fabricação de hormônios, como GLP-1... Além disso, o Ômega-9 (Ácido Oléico) ao ser metabolizado, é parcialmente convertido em oleiletanolamida, que no núcleo arqueado do hipotálamo passa uma mensagem de saciedade...

Abacate também diminui Cortisol, lembram do post sobre o Abacate? Beta-sitosterol inibe a enzima 11 Beta Hidróxi Esteróide Desidrogenase-1, que converte a inativa Cortisona no ativo Cortisol, que é o horror dos hormônios para quem quer ganhar muita massa muscular...

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Não tenha medo, as evidências científicas estão aí para quem tiver interesse em pesquisar e descobrir a verdade

Caso algum profissional de saúde diga que você está “maluco (a)”...

Que você vai ter um infarto e seu colesterol vai te matar se continuar comendo seis Ovos mexidos na Manteiga todos os dias...

Que você precisa sim tomar leite por causa do Cálcio...

Que o Óleo de Oliva extra-virgem é muito calórico e em exagero vai engordar...

Que manteiga, banha de porco, óleo de côco extra-virgem são gorduras saturadas e fazem mal ao coração...

Enfim, se ele te disser coisas do tipo, assuntos que nem sequer são debatidos nas faculdades, porque já são coisas inquestionáveis e que já se sabe tudo sobre isso, e blá, blá, blá...

Responda assim:

“Bom, vou deixar aqui anotado meu e-mail, ficarei aguardando você me enviar UM artigo científico de verdade (meta-análise, estudo controlado, amostra aleatória, duplo-cego, sem interferência de outras variáveis – tais como tabagismo, alcoolismo, alimentos processados) provando isso que estás me dizendo. Se me enviares, mudarei minha conduta....”

Duvido que este profissional não ficará gaguejando, vermelho, enfim, indignado!


Sabe por que? Ele nunca encontrará algo provando isto, porque simplesmente não existe...
A verdade por trás dos mitos


Direto ao ponto, com poucas palavras e sem enrolação:


Óleo de Côco extra-virgem é termogênico e ajuda a eliminar gordura corporal!

Gordura saturada não faz mal à saúde, somente gordura trans e óleos vegetais REFINADOS são maléficos: manteiga e banha de porco são excelentes!

Colesterol alto (reduzido) não é problema, colesterol oxidado + Lipoproteína A e Homocisteína elevadas, isto sim é problema!
Ômega-3, Vitamina D, Magnésio e antioxidantes na dieta, isso protege;
Remédio para abaixar colesterol (estatinas) não são benéficas. Leia isto isto, isto , isto, isto mais isto. Sobre a Coenzima Q10, leia isto!

Drogas (remédio não deixa de ser uma “droga”) não devem ser a prioridade para qualquer tipo de problema, é necessário avaliar se há deficiência ou excesso de algum nutriente!

Sal verdadeiro não é refinado, tem coloração no mínimo cinza claro, sendo que o sal rosa do Himalaia é o mais bruto, puro e saudável que se tem notícia!

Só precisamos de leite no início da vida, depois não precisamos mais de qualquer tipo de leite, muito menos de outra espécie!

Ovo é o alimento mais nutritivo que existe!

Abacate e chocolate (amargo, quanto mais cacau, melhor) podem e devem ser consumidos diariamente!

Um adulto homem fisicamente ativo tem em média 50kg de massa muscular (se 70% for água, ele tem 15kg de puro músculo) e apenas 500g de carboidrato armazenado. O que é mais importante: 15kg de músculos que te ajudam a subir uma escada, levantar da cama, bombear sangue para todo o corpo (coração), ou repor as reservas de glicogênio (carboidrato - 500g)? Então, por isso digo que:

1.Temos nosso trato gastrointestinal preparado para digerir proteína a todo instante...

2.Carboidratos não são essenciais para a vida, vivemos muito bem com proteína e gordura, as células beta-pancreáticas agradecem (produtoras de Insulina)!

Muita proteína não provoca “pedra nos rins”, ter urina amarelada sempre, isso sim provoca, assim como excesso de vitamina C e de frutose, bem como deficiência de Zinco e Selênio!

Carne vermelha (bovina) é uma excelente fonte de Zinco, e há provas que não faz mal algum à saúde!

Você não precisa comer à cada 3 horas!

Ter uma dieta baseada em restrição de calorias não resolve muita coisa, se faltar proteína, perde-se massa muscular, se faltar gordura, perde-se vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K2), isto é péssimo!

Trigo e derivados são os piores “alimentos” que existem: o trigo que há à venda é transgênico e entupido de glúten, uma proteína altamente alergênica e inflamatória!

Frutas: não se pode consumir à vontade, banana nem pensar, quanto mais água melhor!

Suco de fruta concentrado (espremer 5 laranjas e tomar 1 copo cheio desse suco, por exemplo) é veneno puro, frutose sendo transformada em gordura e aumentando a probabilidade de aumentar ácido úrico, consequentemente, "pedra nos rins"!

Exponha-se ao sol sem exageros: sem Sol não há vitamina D (hormônio Calcitriol), então não há um funcionamento ótimo de todo o corpo humano!

“Dia do lixo” é importante para o corpo receber um pequeno “choque” e tornar-se ainda mais sensível à insulina!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Carboidratos pós-treino para hipertrofia muscular


Reforçando a mensagem transmitida em algumas postagens, resumidamente aumentar a massa muscular depende de níveis adequados do hormônio Insulina circulando...

Um treino intenso de musculação é catabólico, e a função da refeição pós-treino é interromper o catabolismo e reverter essa via para anabolismo...

Qual é o único hormônio que tem efeito 100% anabólico? Insulina.

Como estimular a liberação de Insulina? Carboidratos.

Não adianta tomar Whey Protein + Glutamina + BCAA + Creatina + qualquer outra proteína após o treino achando que está fazendo a coisa certa...


Pelo menos 70% da energia da refeição pós-treino deve ser proveniente de carboidratos que propiciem um aumento de Insulina, tais como Banana e Batata inglesa...
As 7 funções do trato gastrointestinal

Bom, 3 funções são mais conhecidas (Digestão de alimentos, absorção de nutrientes e excreção de restos alimentares), todavia apresento-lhes outras 4 funções, tão importantes quanto as anteriores:

Imunológica: é no intestino que as células do sistema imunológico aprendem contra quem devem guerrear. Nada melhor que um treinamento pra qualquer soldado aprender como é uma batalha...  Pois são milhares de alimentos, trilhões de bactérias (se estas não fossem importantes, não haveria mais delas no intestino, do que células no corpo, pasmem) e substâncias potencialmente tóxicas, tudo isso entrando em contato com a mucosa (parede) intestinal. O próprio apêndice vermiforme (inflamado = apendicite) tem essa função, sabia? A imagem mostra claramente as Placas de Peyer, que fabrica Linfócitos B, numa região que é campo de batalha entre corpo e qualquer tipo de susbtância que não faz parte do corpo humano...



Endócrina: diversos hormônios são fabricados no intestino, que servem para regular a contrações intestinais que fortalecerão as para facilitar a evacuação (Serotonina); melhorar a resposta antioxidante dentro do intestino (Melatonina); estimular a produção do Ácido Clorídrico [estômago] para digerir proteína bem como estimular a vasodilatação intestinal, controlando o fluxo sanguíneo intestinal (Peptídio Inibidor Vasoativo); estimular a liberação da bile, que vem da vesícula biliar, no fígado, e torna gordura digerível (Colecistoquinina – CCK)...



Destoxificação: a eliminação de susbtâncias tóxicas ocorre junto com as fezes e urina, mas não chega até ali “do nada”. Existe uma substância chamada P-Glicoproteína que faz parte do intestino delgado que bombeia substâncias tóxicas para fora da célula (quando esta está entrando). Isso é tão importante que é a razão para raramente haver câncer no intestino delgado, apenas no intestino grosso a incidência de câncer é maior, porque não há P-Glicoproteína.



Neurológica: alguns hormônios agem como neurotransmissores, tais como a CKK (via nervo vago chega ao cérebro e estimula nova liberação de neurotransmissor (acetilcolina, formada por vitamina B5 + Colina) que irá até a vesícula biliar; bem como o Peptídio Inibidor Vaso Ativo (mesma via de nervo vago) estimula secreção de enzimas digestivas e insulina/glucagon pelo pâncreas...

Como falo sempre, está tudo interligado em nosso corpo. Podemos ser um só corpo, mas certamente sentimos falta de qualquer parte dele se ficarmos sem...

Em um intestino todo furado (hiper-permeável), todas as 7 funções são comprometidas, e aí progridem os problemas de quem tem sensações inexplicáveis (tais como irritabilidade momentânea sem grandes motivos, dor muscular)...

Por isso, se algo aparentemente bobo lhe incomoda, pode ser até uma detalhe na personalidade, pense no intestino. No exemplo acima, por exemplo, pode ser acúmulo de Chumbo no Sistema Nervoso Central, e cérebro não é lugar de metal pesado, como Chumbo... Má destoxificação...

Se o intestino não fosse tão importante assim, não haveria uma enxurrada de trabalhos científicos sobre ele nas bases de dados mais acessadas (PUBMED, SCIELO, American Journal of Clinical Nutrition)...


Esta incrível máquina é o corpo humano, cada vez mais fascinante à cada nova descoberta!!!!!

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Sol e Vitamina D: dosagem e suplementação

Apenas por questão de nomenclatura, o Calcitriol é denominado vitamina D, na verdade, é um hormônio fabricado a partir do Colesterol, e quando o assunto é hormônio, todo o contexto muda, porque a importância biológica é muito maior do que a de uma simples vitamina...

Já citei em postagem anterior a importância da vitamina D na pressão arterial, no post: link

Para prevenir qualquer tipo de doença, qualquer desequilíbrio, te digo: tenha níveis adequados de Vitamina D. É o primeiro exame de sangue que solicito e só duas vezes encontrei níveis adequados, em meio à centenas de  deficiências. Mas o que é deficiência? Menos de 50ng/ml. Entenda, ao ler o resultado do exame você verá que 30ng/ml é a referência do laboratório, mas esta referência é estatística, não é sinônimo de saúde. Com uma concentração de 30ng/ml, jamais haverá toda a proteção e benefícios da vitamina D...


A fabricação, liberação e sensibilidade à insulina (isso ocorre dentro do Pâncreas), transmissão do impulso nervoso (melhora concentração e raciocínio), força e contração muscular, absorção do Cálcio, controle da pressão arterial, facilitação da expressão gênica (multiplicação do DNA), inibe mediadores inflamatórios (TPM e cólica podem ser eliminadas com sua suplementação), tudo isso depende de vitamina D!!!!!

A expressão gênica depende da vitamina D, que aumenta a síntese de uma proteína chamada "peptídio inibidor de renina", que relaxa as artérias e impede aumento da pressão arterial... Inibe prostaglandinas, assim interfere na progressão da placa de ateroma, reduzindo a probabilidade de ter infarto agudo do miocárdio...

Aí vai um artigo científico em português, sobre isso.

Quem nunca “ouviu falar” que é necessário tomar cuidado para não pegar muito sol porque há maior risco de ter câncer de pele? Estudos de associação estão cheios por aí, e você sabe o que penso sobre isso: associação não é evidência científica. O maior fator que aumenta risco de morte é estar vivo, mas isso não prova coisa alguma, afinal, não é o fato de você viver (brincar, estudar, trabalhar, namorar, etc) que provoca a morte, mas sim, inúmeros fatores, tais como dieta completamente inadequada para sua individualidade biológica, concentração insuficiente de nutrientes, estresse, sedentarismo, tabagismo, alcoolismo, etc...

Como já citei várias vezes, questione tudo que aparentemente você “sabe” que está certo, porque pode estar completamente errado... E como as indústrias faturam muito com protetores solares, você acredita mesmo que a verdade será divulgada abertamente? Não se iluda, quase tudo gira em torno de $$$$$$...

Prevenção é algo raro em um mundo capitalista...

Com essa Sol-fobia, pouquíssimas pessoas costumam expor-se ao sol por tempo necessário para haver síntese de vitamina D, com medo de câncer de pele (ficar torrando na praia com bronzeador desde 9h até 17h o verão inteiro é pedir para ter câncer, porque aí sim a exposição excessiva lesiona células da pele), aí desenvolvem Câncer de próstata, útero, estômago, intestino, fígado, rins, cérebro, Alzheimer, Parksinon... Adiantou alguma coisa??????????

Em termos de necessidade de exposição solar, quanto mais pele for exposta e mais intenso o calor, menos tempo é necessário. Próximo ao horário do meio-dia, 15 minutos já é suficiente expondo braços (até os ombros), pernas (até joelhos) e rosto...

A humanidade sempre se expôs ao sol durante a maior parte do dia, muitos de nossos avós passavam o dia na roça (sem bronzeador, entenda a diferença) e não haviam muitos relatos de qualquer tipo de câncer. Claro que não havia, pois a vitamina D é importantíssima para o sistema imunológico, cujas células são capacitadas para reconhecer células defeituosas (cancerosas) e destruí-las...

Como mostra este artigo científico de verdade, com amostra aleatória e duplo-cego, existe uma influência muito grande da concentração de Vitamina D na expressão gênica (DNA, multiplicação celular) de leucócitos (células brancas - glóbulos - do sangue): link

Não precisa estar em jejum para realizar exame de sangue, e seu custo gira em torno de 50 reais, depois você saberá o quanto precisa aumentar ela no sangue, aí é partir para a suplementação...

Um grande detalhe: a fabricação ocorre na pele. Se você tomar banho logo em seguida, provavelmente esfoliará a pele, aí diga adeus para a vitamina D. Qual a recomendação? Esperar pelo menos 3 horas para a ducha, e mesmo assim, não esfregue muito a pele, cuidado com sabão e sabonete, retirar toda a oleaosidade da pele significa destruir a vitamina D que ainda não chegou nas camadas mais profundas da pele e chegou até o sangue...

Aí vai dois excepcionais vídeos, assista-os, vale a pena:






segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Adoçantes artificiais, doce veneno

Lembra da sensação de água na boca? É a salivação, desencadeada por ver o alimento, sentir o cheiro gostoso de comida, assim como sentir o estômago vazio roncando, bem como colocar alimentos ácidos e picantes na língua (tais como Limão e Pimenta). A salivação prepara o corpo para receber o alimento, conforme já expliquei em postagens anteriores...

Cada vez que se coloca algo doce na boca, há receptores em células da mucosa oral (parte interna da bochecha) que enviam mensagens químicas ao pâncreas para liberar insulina, já que há açúcar chegando. Até mesmo ficar imaginando algo doce na boca já estimula a liberação de Insulina. Quando realmente é um açúcar de verdade (o próprio açúcar de mesa, a sacarose, por exemplo), ele é digerido e libera glicose, que a insulina pega e leva para as células que estão precisando...

Quanto se consome algo com adoçantes artificiais, esses famosos que se vendem em supermercados, há sinalização na boca de que algo doce está indo para o sangue, e há liberação de Insulina. Acontece que não há glicose e o adoçante não é glicose, então não se liga na insulina. Essa insulina que foi liberada sem necessidade não volta para o Pâncreas, ela fica circulando, induzindo a pessoa a comer mais carboidrato doce, principalmente...

Isso implica em desequilíbrio do controle alimentar, mesmo que inconsciente....

Também existem questões mais profundas para serem respondidas, mas que ainda não há artigos científicos para isso:

1. Muitas pessoas apresentam hiper-permeabilidade intestinal (uma verdadeira peneira no intestino, todo esburacado, como um queijo suíço), se houver esses buracos, o quão agressivo e tóxico podem ser essas substâncias quando absorvidas?

2. Microbiota intestinal: centenas de fatores, como excesso de açúcares refinados, gordura trans e estresse (aumenta Cortisol, que altera negativamente a microbiota intestinal) afetam as bactérias intestinais, para o bem ou para o mal. O quanto essas substâncias artificiais e concentradas podem afetar os “bichinhos”?


Qual minha conclusão sobre tudo isso? Mais uma vez, é o homem tentando trapacear a natureza... Não adianta! É insuportável consumir Abacate só com Canela e Whey? Coloque um pouco de mel, o mínimo possível,...

domingo, 4 de agosto de 2013

Respeite o princípio da individualidade biológica

Há 6 bilhões de pessoas no planeta, todas diferentes, nenhuma é igual a outra, até mesmo gêmeos univitelinos podem apresentar pequenas diferenças em sua aparência física. Ora, como ninguém é igual, nenhuma vida é igual, são profissões, metas, desejos e angústias diferentes...

Sendo que há 6 bilhões de seres humanos diferentes, qualquer pergunta sobre Nutrição não pode ter sua resposta extrapolada para qualquer pessoa: se me perguntarem se o carboidrato é o vilão da dieta, se ter uma dieta sem carboidrato ou com uma quantidade muito baixa faz bem para qualquer pessoa, se a Insulina é um hormônio maléfico, se são necessários 2 litros de água diariamente, se precisamos comer a cada 3 horas, se ter taxas altíssimas de colesterol faz mal, se contar calorias é algo errado, se o alimento X é super saudável para todos, se Amendoim é alergênico, minha resposta sempre será: tudo depende da sua individualidade biológica...

Vou explicar bem para não haver dúvidas:

Sobre carboidratos e insulina, sinais e sintomas evidenciam problemas: se você tem vontade de comer docescompulsão alimentar (dificuldades para controlar a quantidade de comida), exames alterados (Glicemia de jejum, Insulina de jejum, Cromo sérico, Magnésio eritrocitário, Hemoglobina glicada, Albumina glicada, glicosúria - eliminação de glicose na urina), muita fome + muita sede + muita urinavisão turva (embaçada)dificuldade de cicatrização, vertigem (tontura), sonolência pós-refeiçãotem excesso de gordura corporalnão pratica musculação diariamente, tem histórico de cistite (infecção urinária, ardência para urinar)há necessidade de cortar carboidratos, há evidências para tal ação. Se você não tem nenhum dos desequilíbrios, tirar carboidrato vai proporcionar quais benefícios? Não estou dizendo para se entupir de carboidrato, entenda: se você não está exagerando no consumo, porque lhe direi para diminuir, se você já está fazendo isso?

Ressalto que mesmo se tudo estiver bem, esse consumo deve ser de carboidratos de verdade, com baixo índice glicêmico, afinal de contas, será que as pessoas até 1900 e algumas décadas se entupiam de carboidratos como a maioria das pessoas fazem hoje? Não existia macarrão, arroz branco, trigo refinado e transgênico (cheio de glúten), biscoitos e toda essa enxurrada de carboidratos de alto índice glicêmico que se vê nos supermercados e qualquer padaria. Sempre foi Aipim, Batata-doce, Feijão, Lentilha, Ervilha, Grão-de-bico, Arroz integral, todos carboidratos com baixo índice glicêmico...

Se essa farra de carboidratos nunca tivesse iniciado, provavelmente você não estaria aí lendo esta postagem, porque não teria sofrido uma lavagem cerebral, assim, teria se alimentado muito melhor durante toda sua vida e teria menos gordura corporal... E com essa farra, totalmente inadequada para a espécie humana, como se espera um funcionamento perfeito do hormônio Insulina? Não há como, certo?

Se você já está há 5 horas sem comer e não sente absolutamente nenhuma vontade de comer, o estômago não está roncando, é obrigatório comer? Claro que não...

Se sua urina já sai transparente bebendo 1,3 litros de água diariamente, precisa forçar e beber 2 litros? Claro que não...

Se o colesterol total está muito acima do normal, segundo as recomendações sem evidências científicas das organizações de saúde, mas a Lipoproteína A e a Homocisteína estão baixas, bebida alcoólica e tabagismo não fazem parte dos hábitos, pratica-se atividade física, controla-se o estresse, a dieta tem elementos antioxidantes, existe algum problema? Claro que não...

Agora, se a situação atual é o contrário, a situação está muito complicada e os riscos são enormes...

Sobre contar calorias: se isso resolvesse o problema, obesidade não seria problema de saúde pública, era só ficar sem comer e passar 24h praticando atividade física. Você sabe que isto não funciona...

Por isso, tenho um método que traz muito resultado na minha prática profissional, dia após dia: defino a quantidade de proteína e gordura com grama de precisão. Ninguém reclama da praticidade e os resultados só melhoram as estatísticas deste método...

Resumindo: cada pessoa tem uma necessidade única, talvez você precise 100g de carboidratos por dia, ou pode ser que só precise da metade disso; talvez você precise de suplementação de probióticos + glutamina + ômega-3, ou pode ser que só probióticos resolvam o problema; talvez uma suplementação de nutrientes antioxidantes seja necessária além dos antioxidantes presentes na dieta, ou pode ser que só os presentes na dieta já surtem efeito; talvez você precise de 50g de fibra para seu intestino “funcionar” 2x/dia, ou pode ser que o dobro disso seja necessário; talvez sua necessidade de Magnésio seja 400mg, ou pode ser que precise de 600mg.


Você é único, questione tudo sobre isso e sempre pergunte ao profissional que lhe acompanha. Se ele não gostar de ser questionado, troque de profissional, seja onde você morar, em algum lugar por perto você encontrará alguém que lhe trate como qualquer ser humano merece ser tratado: individualmente, com doses e prescrições ajustadas, não com receitas prontas... 

sábado, 3 de agosto de 2013

Glúten

Já pegou na mão uma massa crua de pão?

Faça o seguinte: tente fragmentar a massa com as mãos.

Difícil, né? A elasticidade do glúten impede que isso aconteça.

Essa ação é uma digestão mecânica, a mesma que os dentes fazem com os alimentos...

Tente mastigar pão cru, não conseguirás devido ao glúten.

Se a digestão mecânica já é complicada, imagine a digestão química, pelas enzimas digestivas, que é um processo bem mais complexo...

Amasse um pão francês assado e veja como fica o miolo.

Agora imagine isso em contato com a parede intestinal.

Esse miolo, devido à elasticidade, faz com a proteína (glúten) tenha uma difícil digestibilidade...

Aí a coisa complica ainda mais, já que o glúten será absorvido sem ser totalmente digerido (absorção de macromolécula), e qualquer proteína semi-intacta dentro da célula intestinal causa uma reação inflamatória...

Aí afirmo: os nutricionistas que não se aventuram pelo campo "funcional" e até o próprio Conselho Regional de Nutricionistas do Paraná questionam muito nossas atitudes quanto ao glúten, dizem que não temos embasamento científico para tirar essa proteína inflamatória da dieta das pessoas, que só quem tem doença celíaca precisa abster-se de glúten...

E só debruçar-se perante estudos envolvendo mimetismo ceular, já que glúten tem estrutura química semelhantes às células beta-pancreáticas (produtoras de insulina) e céulas tireoidianas. Com a reação ao glúten, desencadeia-se uma série de reações auto-imunes contra pâncreas e tireóide...

É bom também estudar hiper-permeabilidade intestinal, suas causas e consequências, já que o trato gastrointestinal tem função imunológica, destoxificativa, neurológica e endócrina.... Pensar que serve apenas para absorver nutrientes e excretar fezes não é prestar atenção nos artigos científicos...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Porque a carne bovina é melhor que a carne de frango granjeiro

Se você ainda tem receios de consumir carne bovina, não deve ter lido esta postagem aqui...

Como citei na postagem do link acima, enquanto frangos de granja são alimentados com ração de milho e soja (ambos transgênicos, para piorar tudo) o tempo todo, o gado brasileiro vive se alimentando de pasto a maioria de sua vida. E no pasto é que estão os nutrientes, já que tudo vem da terra...

Isso faz muita diferença na concentração de nutrientes nas carnes: Zinco, Ferro, Cobre, e vitaminas do complexo B, todos esses nutrientes estão muito mais concentrados na carne vermelha...

Sempre fico atento quando ouço a palavra “Zinco”. Em 100g de “patinho”, um tipo de corte da carne bovina, supre mais de 80% da necessidade desse mineral, e isso é fantástico, porque quase 50% das pessoas apresentam deficiência de Zinco!!! Como já citei anteriormente, tudo depende de uma boa mastigação...

Sendo esse mineral um elemento-chave na modulação (equilíbrio) hormonal, tanto que sua deficiência aumenta a expressão gênica da enzima P450 Aromatase, que converte testosterona (hormônio “masculino” que estimula queima de gordura) em estradiol (hormônio “feminino” que aumenta o armazenamento de gordura), e isso é péssimo...

Ter pouco Zinco também diminui a síntese da Somatrofina (GH, Hormônio do Crescimento) que significa diminuição da queima de gordura e do aumento da massa muscular...

Pensou em hormônio, lembre-se sempre de um nutriente: Zinco, e de uma fonte alimentar: carne bovina...

Então, perceba o quanto uma deficiência deste mineral pode atrapalhar a vida de quem está querendo emagrecer: diminui a atividade de hormônios que queimam gordura e aumenta a atividade de hormônios que armazenam gordura...

Isso sem falar da importância do Zinco para Tireóide (produção do hormônio T4, que será convertido em T3 se houver Selênio), cujo T3 age em todo o corpo aumentando a TMB. Assim como nem abordei a importância do Zinco na destoxificação (metalotioneína), que nada mais é do que eliminação de substâncias tóxicas que estão armazenadas nos adipócitos (células de gordura). Destruir uma célula de gordura significa expor seu conteúdo no sangue, se houver toxina, o emagrecimento é interrompido, afinal de contas, mais vale toxina dentro do adipócito do que circulando pelo sangue, afetando cérebro, fígado, rins...

Entenda, a deficiência provoca problemas, excesso de Zinco é tóxico, não pense que suplementar Zinco sem ter sinais e sintomas de deficiência é algo bom, pelo contrário, só faz mal. Mesmo se não fosse tóxico, não existem evidências científicas de que com Zinco acima do normal há mais testosterona e mais GH. O suplemento ZMA torna-se um lixo se não há deficiência, sem falar que a concentração de Zinco é ridícula para se justificar tanto alarde em torno de um suplemento. Coma carne bovina que vale mais a pena e ainda é mais saborosa do que engolir uma cápsula...

E a informação mais chocante: pasmem, carne bovina (gado alimentado em pasto) contém Ômega-3!!! A concentração não é grande (em média 30mg/100g), mas considerando um consumo de 300g-400g, já se tem 120mg...


Então, olhe a carne bovina sob outro ponto de vista partir de hoje...

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Quer ganhar massa muscular ou quer emagrecer? De qualquer jeito, capriche na ingestão de proteína

Quer ficar forte igual leão e continua comendo como passarinho? Assim não dá, né?

Toda refeição deve ter uma boa quantidade de proteína, não pode haver uma refeição sequer sem proteína, com a quantidade ajustada para o objetivo e peso corporal...

Em termos de quantidade, o mínimo aceitável é 2g/kg, sendo que o ideal é chegar à 3g/kg. Existe efeito termogênico ao consumir alimentos com bastante proteína, lembram?

OBSERVAÇÃO: Minhas postagens vão sendo construídas gradualmente, se em uma foquei só no efeito termogênico, na seguinte apenas cito esse efeito esperando que você saiba do que estou falando! Se não souber, não entenderá o que estou dizendo e ainda “achará” que estou errado. Então, releia postagens anteriores, senão “pegará o bonde andando”...

Na prática, 2g/kg significa o que? Lembrando que é o mínimo aceitável...
Para quem pesa 80kg, 160g de proteína: 6 Ovos + 400g de carnes (4 bifes de Boi OU 5 coxas de Frango OU quase 4 latinhas de Atum OU 5 latinhas de Sardinha). Todo santo dia!!!! Acrescente mais 50% e terás 3g/kg.

Tudo isso de comida? Sim. Pensam que é fácil deixar de ser passarinho para se tornar leão????????

Se me perguntarem se há necessidade de haver muita proteína para ter emagrecimento, rebato a pergunta: se não é a proteína, é o que? Precisamos de carboidratos, quem sabe... Claro que não precisamos!!!!!!!!!!!!