terça-feira, 15 de julho de 2014

Individualidade biológica e Estratégias Nutricionais

Antes de falar da postagem: provavelmente muitos devem ter notado que as postagens aqui estão cada vez mais raras. Isso se deve ao fato de que estou investindo muito mais tempo para minha vida extra-profissional, sou casado, meu primeiro filho está para nascer, amo meu violino, tenho meu lado criança que gosta de brincar (tanto com o corpo físico quanto no mundo virtual), e com certeza tenho também os treino de alta intensidade...

Eu estava abordando o blog quase como um obrigação, e cansei, não é o blog que vai dizer se estou atualizado com a literatura científica, é minha dinâmica de trabalho no consultório. Esse mundo virtual é novo, antigamente então não haviam bons profissionais, porque não tinham blogs?? 

Agora, voltando ao tema do título...

Quando alguém procura um Nutricionista bem como Educador Físico para ser seu treinador particular (personal é marca de papel higiênico), querem mudar algo na forma física: aumentar a massa muscular ou reduzir a gordura corporal (definição muscular é consequência da redução conjunta de gordura/glicogênio/água subcutânea), isso quando não querem "assobiar e chupar cana ao mesmo tempo", fazer as duas coisas, como se desse para navegar em dois barcos ao mesmo tempo...

Para que as mudanças desejadas apareçam, o indivíduo precisa entender uma coisa: não é hora de satisfazer o ego, se o treino e a dieta dele funcionassem, ele não estaria procurando apoio profissional, então precisa obedecer 100% a prescrição (treino e dieta), ou não pode falar uma palavra sequer depois para reclamar... Porque isso acontece com alguma frequência, não fazem corretamente e ficam falando mal... Quem se acha o sabidão, faça um favor: nem procure Nutricionista e Treinador, siga seu ego... 

Lidamos com individualidade biológica, não temos bola de cristal para adivinhar como será o resultado, por conhecimento prevemos e direcionamos cada detalhe para tal objetivo, mas os resultados dependem da dedicação e da resposta adaptativa de cada pessoa aos estímulos diferentes que serão propostos (treino e dieta)! Nem sempre tudo sai como planejado, em qualquer situação na vida é assim! Se você começou à seguir a dieta e teve diarreia (especificamente, fezes gordurosas) horas depois de comer determinado alimento, porque a culpa tem que ser do nutricionista? Será que não é sua, que não comia gordura e por isso desenvolveu colelitíase (pedra na vesícula biliar)??? Ou, ainda, será que não é nossa culpa, foi uma intolerância do seu organismo ao alimento, que nunca foi detectada antes??? Começou à ter Pirose (azia) e a culpa é do nutricionista??? Tá com muita flatulência (gases, pum) e a culpa é do nutricionista??? 

Uma coisa precisa ficar muita clara em relação à dieta: a principal função dela não é massagear o seu ego!!! Para isso, pergunte à sua mãe se você é lindo... A dieta serve para dar o resultado que você quer, se tiver que comer 3x/dia a mesma comida, vai comer!!! Não quer resultado??? Então quer uma dieta super variada e saborosa? Quer ficar gostosa comendo comida gostosa???? Procure uma lanchonete, pizzaria, vá para o corredor de salgadinhos e biscoitos do supermercado, nesses lugares você terá o prazer da comida...
Não quero dizer que a dieta será uma tortura, óbvio que não é isso, mas agradar ao paladar não é o objetivo das pessoas quando vem consultar, é mudar o corpo! Então porque ficar com essa ideia tosca de "dieta variada" e não aceitar que precisam mudar a mente para poder mudar o corpo?? Pra que teimosia??? O gosto da dieta deve estar em segundo plano, pare com besteira e foque na dieta!

Sucesso é 1% inspiração e 99% transpiração! Vergonha na cara e muita dedicação!

O que conheço de pessoas (clientes ou não) que perderam o foco por causa da copa do mundo é uma grandeza, é um fato ridículo e vergonhoso! Porque não perdem o foco por coisas mais importantes, por exemplo, pelo fato do vereador, que mora no mesmo bairro, não estar cumprindo com as promessas da campanha eleitoral??? Porque não choram por causa da corrupção??? Fala sério...

Exemplos:

Você julga que o diretor (cargo mais alto na empresa) chegou lá como?


Será que um funcionário entra em uma empresa no cargo mais humilde e se torna diretor décadas depois falando mal dos colegas de trabalho, faltando ao serviço, chegando atrasado, não se esforçando, não dando o melhor de si????


Será que o Messi simplesmente tem tanta habilidade porque foi privilegiado com a arte do domínio de bola? De certo ele nem treina, né? Só confia no próprio talento e não o desenvolve...


Será que os fisiculturistas campeões do Mr. Olympia chegam lá de qualquer jeito? Quem é leigo acha que é só encher os glúteos de anabolizantes... Se enche de anabolizantes então, e veja no que dá! Vá no Youtube assistir vídeos de como é o dia-dia (treino, dieta, trabalho) deles antes de falar qualquer coisa... Superar a dor no treino e encarar a dieta sempre serão as maiores dificuldades... Se os anabolizantes não existissem, os campeões seriam os mesmos, só que menos volumosos, já que o diferencial não é o anabolizante...


Porque você acha que será diferente na dieta e treino????

"Ah, Luiz, mas essa dieta é muito radical, não tem pão integral, nem leite/iogurte, nem arroz parboilizado, nem macarrão, tem muitos ovos, abacate, comidas gordurosas, que não costumo comer! Vai totalmente de encontro aos meus hábitos alimentares!!!"
Pára, né????
Nascemos gostando de porcarias (queijo petit suisse como danoninho, biscoito recheado, salgadinho, achocolatado, pão, macarrão, refrigerante, suco artificial, cereal matinal de milho, chocolate-cheio-de-açúcar-com-resíduos-de-cacau)????
Lógico que não, a culpa é dos nossos pais, que nos deram lixo alimentar... Radical é comer comida de mentira, que o tataravó do nosso bisavó jamais teria coragem de comer, isso sim!!! 

Teoricamente, cada Nutricionista desenvolve suas próprias estratégias, pensa e age de um jeito único. Deveria ser assim, pelo menos! Muitas vezes, não é isso que acontece! Se cada Nutricionista deve saber qual é seu diferencial, o meu é não ficar repetindo aquilo que dá pra ler em dezenas de outros sites, ou aquilo que o professor falava na graduação e pós-graduação... Imagino o que outros nutricionistas pensam quando leem este blog, alguns devem me criticar horrores, mas ignoram que Nutrição não é uma ciência exata, e que não existe receita pronta, dada pelos professores!

Enquanto um Nutricionista que não pensa por conta própria afirma que glúten não faz mal para pessoas não-celíacas porque um determinado Conselho Regional de Nutrição falou isso (Ingestão de GLÚTEN pode causar DEPRESSÃO em indivíduos com sensibilidade ao glúten não celíaca! Mesmo sem haver qualquer relação com sintomas gastrointestinais: Estudo clínico aleatório: glúten pode provocar depressão em pessoas não-celíacas), outro entende que reduzir o consumo de glúten de 5 refeições no dia para uma já é o suficiente, outro tira definitivamente... Um deixa laticínios na dieta, outro diminui, outro não deixa.

Será que dá pra saber quem é melhor???? Glúten pode não fazer mal para determinada pessoas, mas certamente bem ele não faz, então dá pra tirar definitivamente, mas diminuir o consumo teoricamente já é um avanço... O mesmo vale para os laticínios...

Pessoalmente, observo muito mais resultados positivos quando tiro tudo, pois já removo o gatilho (estopim) para o ganho de peso e desequilíbrio fisiológico! Mas esse são meus resultados, podem ser diferentes dos seus!
Será que estou certo, errado, ou nem um nem outro????
Difícil responder estas perguntas, seja qual for o nutricionista, ele quer que você tenha resultado, então ele adota estratégias que para ele fazem todo o sentido do mundo, e se der resultado, vai reclamar do que????

Eu aperfeiçoo minha verdade absoluta diariamente, que não é nem um pouco inferior à verdade dos nutricionistas super famosos, muitos dos quais ainda temem a gordura saturada!!! Enquanto muitos nutricionistas nada famosos e pessoas que nem são nutricionistas sabem que isso é ridículo, que gordura de verdade não faz mal e que a culpa é o excesso de carboidratos, especialmente o trigo...

Quer um exemplo de "verdades inquestionáveis caindo por terra"?

Musculação, pensando em hipertrofia muscular, consome prioritariamente como fonte energética, o Glicogênio (carboidrato armazenado dentro do músculo, que depende de uma dieta com bons níveis de carboidrato nas 24-48h anteriores ao treino) e isso é totalmente diferente de Glicemia, aí muitos nutricionistas e treinadores ficam apregoando que precisa ter bastante carboidratos antes do treino, para evitar queda de desempenho e perda de massa muscular... Pára, né??? Já citei em algumas postagens, minha refeição pré-treino (desjejum) sempre foi, essencialmente, Abacate, ou seja, gordura! E isso nunca me impediu de treinar com a mesma intensidade de alguém que se entope de carboidrato antes do treino, e obtive ótimos resultados em termos de hipertrofia muscular!
É até ridículo dizer que depende dos carboidratos na refeição pré-treino. Então se não tiver, você vai iniciar o agachamento e parar na repetição x porque acabou a glicose na fibra muscular??? Vai ficar esperando a Insulina chegar com mais glicose na célula, para continuar as contrações??? Pára, né????


Profissional famoso não é sinônimo de profissional perfeito!

Profissional experiente não é sinônimo de profissional excelente!

Quantas e quantas pessoas terminam uma graduação universitária e se aposentam pensando as mesmas coisas, agem do mesmo modo, ficam na mesma mesmice? Sempre estão literalmente paradas, não progridem! Tem gente que não aprende, se acomoda e que acha que já sabe tudo! Aí busca um profissional, por vários motivos o objetivo não é alcançado, e anos depois esta pessoa acha que o profissional ainda é o mesmo... Lógico que acha, pensa que é igual à ela, parada no tempo!

Inclusive, já falei que não dá pra ficar atualizando as postagens, as ideias mudam, vão se aprimorando com o passar do tempo, porque é isto que eu busco, melhorar cada dia mais!!! Se você começa sua carreira e termina da mesma forma, sai da faculdade e se aposenta pensando a mesma coisa sobre seu trabalho, você foi um profissional fracassado, não buscou melhorar. Foi um fracassado sim, porque ninguém é perfeito e sempre há algo à melhorar... Então você pensa que os outros são iguais à você?? Acorda...

Agora, julgar um profissional por uma conduta, por favor... Se a individualidade não fosse importante, todos cobraríamos bem mais caro, muito mais caro!

A individualidade já começa no gênero! Homens e mulheres tem pouquíssimas coisas semelhantes: morar no mesmo planeta, por exemplo... Fisiologicamente, são muito diferentes, isso vem dos níveis hormonais (testosterona, GH, estrógenos, serotonina) e por isso suas dietas geralmente precisam ser diferentes...
Enquanto homem sente mais prazer nas gorduras, a mulher tem esse prazer nos carboidratos!

Então, de uma vez por todas, entenda que, tratando-se de corpo humano, 2 + 2 não é necessariamente 4...

5 comentários:

  1. Boa tarde Luiz,....sua correria nem começou ainda, deixa nascer.........kkkk
    Concordo com tudo que você disse, a ainda acho possível também "agradar o paladar" seguindo o seu plano alimentar.....e dá para seguir na boa.....no meu caso tenho sempre proteínas na geladeira ou no freezer....ovos, bifes bovino, suino, carne moída, bacalhau (dessalgo e congelo), latas de atum e sardinha, amendoim, castanhas do pará, caju, macadâmia, amêndoas duram semanas em potes herméticos, verduras como repolho, acelga e legumes como abóbora, tomates, cebola, alho, pimentão, cenoura duram semanas na geladeira, batata inglesa, baroa, batata doce, inhame duram até mais!!! abacate e coco idem.........só com estes daria pára fazer variações infinitas sem perder o foco.......acho que hoje farei um bacalhau de forno, com batatas doce, cebolas, pimentão e azeitonas verdes....regado com muito azeite extra-virgem.....o que acha?

    ResponderExcluir
  2. A cada vez que leio um artigo seu, me impressiono mais e mais.
    Não deixe de postar...

    Boa sorte nessa sua nova fase!

    ResponderExcluir
  3. Ser pai é tudo de bom e de melhor que a vida pode te proporcionar, independente do blog te considero um ótimo profissional e nem que seja mais esparsos os seus texto não deixe de postar, pois deixara muitos órfãos ávidos de suas otima explicações. Grande abraço e boa sorte.

    ResponderExcluir
  4. Sou pai também e consome tempo demais. E a prioridade deve ser a familia mesmo.

    Olha, se for possivel voce me explicar sucintamente essa afirmação dos 1 a 2g de carbo por minuto que é consumido num treino intenso de hipertrofia, o que é esse carbo? tem que estar no sangue para repor o musculo? ou o glicogênio ajuda nessa "gramatura"? ou o glicogênio dá conta do recado sozinho? vi um mapa metabolico na internet tentando entender isso, mas sequer entendi o próprio mapa.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo bebê, Luiz, que a essa altura já deve ter nascido?

    O texto está hilário, e quando você diz que mulheres sentem mais prazer comendo carbos, entendi por que gosto tanto deles e não sinto taaanto prazer assim com a gordura, embora goste de abacate, óleo de coco e de manteiga (manteiga em cima da batata doce quente, hummm.:D).

    ResponderExcluir