quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Aloe Vera

É, já faz um bom tempo que não posto, e se o blog entrou em férias nos últimos meses com meu filho ainda na barriga da mãe, agora que ele já nasceu, acho que o blog vai hibernar... kkkkk

Então...

Aloe Vera é a popular "Babosa", cujo poder renovador de mucosas ("cicatrizante") é muito forte, como provavelmente você já tenha ouvido alguma vez... O que poucos sabem é que por dentro (boca, esôfago, estômago e intestinos, ou seja, em todo o trato gastro-intestinal) é a mesma coisa, ao tomar um suco com a polpa dela, o efeito será o mesmo! Isso é fantástico (já que muitos "problemas de saúde" iniciam no intestino), principalmente para quem tem problemas nas mucosas (úlcera gástrica, síndrome do intestino irritável, hiper-permeabilidade intestinal, etc), provavelmente a Aloe Vera será útil. Porque eu destaquei em azul? Para que você lembre de algo muito importante: individualidade. Nem todas as estratégias funcionam para todos, o que pode ser remédio para um é veneno para outro... Meu pai está consumindo diariamente há alguns meses, e notou várias melhorias na pele, consistência/formação fecal, diminuição de flatulência, e principalmente diminuição da sensibilidade excessiva que sentia no lado esquerdo do corpo (sintoma de estresse oxidativo), mas já houve casos de pessoas que começaram à tomar por minha orientação e que tiveram problemas. Então testar e avaliar sempre é bom...

E não é "só" isso, tem efeitos digestivos muito interessantes, bem como é levemente anti-biótica (prefiro dizer que é reguladora da microbiota intestinal)...

Mas adivinha porque há poucos estudos científicos sobre essa planta? Simples: Aloe Vera tem em tudo que é lugar, você pode plantar na sua casa e ter isso sempre, de graça! Alguma indústria lucra muito com isto? Claro que não, por isso quase não há estudos, os poucos são financiados pela indústria, tanto que o mais elaborado que já vi é de autoria da maior indústria de Aloe Vera no mundo... E aí, será que é 100% confiável? Difícil afirmar...

Detalhe: a casca da Aloe Vera contém uma substância extremamente tóxica, chamada Aloína, que é, basicamente, a defesa da planta contra predadores... Apenas o que pode ser consumido é sua polpa transparente!

Ah! Você lê meu blog porque é "marombeiro", está pensando como isto pode lhe ajudar... Acha que frango com batata-doce é a única coisa importante para "ficar grande???" Para quem pensa isso, aipim com bisteca suína leva ao mesmo resultado, sabia??? Pensa comigo: o quanto você exige do trato gastro-intestinal com o alto volume de alimentos e suplementos que consome???? Sendo que a Aloe Vera é altamente antioxidante e quanto mais calorias mais estresse oxidativo, não lhe é interessante equilibrar isso e ainda melhorar a digestão e absorção dos nutrientes, que são tão importantes para a hipertrofia e recuperação muscular?????

Observem os quadros abaixo, resumo rápido dos benefícios da Aloe Vera:

Amenizara azia ou a possibilidade da má digestão, sobretudo das proteínas.
Estimularas enzimas e a síntese dos sucos gástricos.
Contribuirpara a saúde do estômago, pâncreas, vesícula biliar e intestinos – órgãos diretamente envolvidos no processo digestivo.
Garantira integridade da mucosa intestinal, da qual depende sua perfeita permeabilidade e, indiretamente, a saúde da pele e do sistema imunitário.
Criarum terreno favorável à flora simbiótica e desfavorável aos microrganismos patológicos.
Combateros focos de inflamação da mucosa e tecidos conjuntivos que recobrem o trato gastrintestinal – da boca ao ânus.
Condicionaras células do trato gastrintestinal em prol de uma melhor digestão, assimilação e eliminação.
Promovera higienização dos intestinos, estimulando o peristaltismo e hidratando o bolo fecal.
Regenerarcom rapidez e perfeição a mucosa e os tecidos porventura lesionados do trato gastrintestinal, tal qual faz com a pele. A mucosa intestinal tem uma sobrevida de poucos dias – de três dias no duodeno a sete dias no intestino grosso.

Acelerara regeneração e garantir a vitalidade e tonificação dos tecidos epiteliais – previne as marcas senis, a flacidez da pele, e as ligações cruzadas do colágeno, que enrijecem os tecidos conjuntivos, promovem as rugas, engrossam a pele etc.
Atuarcomo fator antioxidante, inclusive contra a ação dos raios ultravioletas – seu FPS natural é na ordem de 10-15, variando com as condições de crescimento da planta.
Promovera hidratação e desintoxicação do epitélio, por dar maior fluidez à substância fundamental da matriz extracelular
e à linfa.

Então, veja se consegue testar o suco da Aloe Vera, bem mais interessante que a modinha detox...

Certo?

Um comentário:

  1. Oi, Dr, Luiz Sergio!
    Quanto tomar de aloe vera por dia?

    ResponderExcluir