segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

A mesmice está alastrada como praga

O que mais me incomoda mesmo é notar como falta estudo de muitos (pra não dizer "da maioria" dos) profissionais médicos e nutricionistas... Jamais me esquecerei de uma "coisa" que ouvi de um médico, no Youtube, o espertalhão falou que cozinhar (carnes, ovos) desnaturava a proteína e com isso ela perdia sua função... kkkkkkkk. Bioquímica e Fisiologia básica para este infeliz...

Tristeza mesmo é ver quando vão prescrever suplementações... Entender que substâncias lipossolúveis não devem ser misturadas com substâncias hidrossolúveis. Aí "o cara" vai lá e prescreve Coenzima Q10 (lipossolúvel) junto com vitaminas do complexo B (hidrossolúveis), um exemplo... 

Vai, pelo menos, estudar o que prescreve, né? E olha que tem nutricionista famosíssimo no país fazendo isso (pra não dizer que é o mais famoso)... 

Ah, eu só critico negativamente, você deve estar pensando... Nada disso, mas é o assunto desta postagem... Não sou dono da verdade, já cansei de deixar isso bem claro aqui... Se digo que é ruim ou bom, significa que é a minha opinião...
Como saber o que é verdade? Pois agora, depende da sua fé...

Incrível, várias semanas depois de eu começar essa postagem, o médico José Souto, do site lowcarb-paleo acaba de postar sobre isso, leia assim que terminar minha postagem: A Falácia da "Autoridade"

Essa questão de ser verdade ou não é tão complexo, tratando-se de ciência, que praticamente qualquer coisa que eu queira provar em um artigo científico, eu consigo, basta omitir qualquer informação contrária à minha teoria... Só 1 exemplo real disso: a farsa da gordura foi assim, haviam dados de mais de 20 países e o autor só usou 7... Porque será, hein?? Lógico que se ele usasse os dados dos mais de 20, a teoria dele caia por terra... O que ele fez? Omitiu...

Então, não seja tão bobinho: "isso é ruim", "isso é bom"...

Outra "novidade"... Não lembro se já postei isso aqui no blog, mas se fala tanto, mas tanto, de peixes como fonte de ômega-3, que esqueceram de consultar uma tabela de composição química de alimentos pra ver se outros alimentos também não tem esse ácido graxo essencial...

Observem abaixo: o primeiro quadro mostra o alimento e o segundo mostra o principal na 6ª coluna (18:3 n-3), que nada mais é do que o Ácido Alfa-Linoléico, ou seja, Ômega-3, muito útil pra composição geral de membrana celular (exceto do Sistema Nervoso Central, cuja presença do DHA é muito mais vantajosa):


 





Essa tabela é oficial, famosa TACO... Por que você acha que nunca ouviu falar disso (Ômega-3 em carnes bovina, suína)? Porque os nutricionistas nunca tiveram contato com essa informação na graduação... Mas porque não? Oras, porque os professores também não... Percebem como essa mesmice vai se passando "de geração em geração"????

9 comentários:

  1. Gostei desse texto! Gosto muito desse blog, aprendo muito por aqui.

    Eu sou bem tanso nessa questão, então fiquei com algumas dúvidas.

    1) Tô olhando na TACO (na minha aqui é página 79 (82 do PDF)) e o salmão que é famoso por ser fonte de ômega 3 tem bem pouco de 18:3 n-3, a sardinha conservada em óleo tem mais que o dobro. Por que então dessa fama do salmão?

    2) Aprendi na wikipedia (https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%94mega_3 - cuja fonte é uma matéria da Veja :P ) que existem dois tipos de O3 (cadeia curta e longa). Tem como diferenciar pela TACO qual é o tipo de O3? Por exemplo: na wiki fala que a linhaça possui O3 de cadeia curta (19,81 g em 100g de parte comestível - TACO). Como eu sei que é de cadeia curta ou não? Se eu for olhar isso aí vou começar a comer altas colheradas de linhaça pra conseguir uma boa quantidade de O3 sem esforço.

    3) Analisando a tabela dá pra perceber que a quantidade de O3 nas carnes é bem pequena. Só nas carnes fritas é que essa quantidade fica um pouco significativa (e acredito que seja por conta do óleo, não da carne). Não seria por isso que essa informação é "ignorada"? Simplesmente porque é uma quantidade irrelevante?

    Grato pela atenção, desde já agradeço.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que então dessa fama do salmão? Não sei... Uma coisa deve ser considerada: duvido que esse salmão analisado seja selvagem (bem lá do Norte da América), cuja concentração de w-3 deve ser bem maior...

      Só cuida com a Wikipédia, a fonte pode ser famosa mas pode ser editada...

      O ômega-3 de todos os vegetais é o Ácido Alfa-Linolênico (cadeia um pouco menor), já nos animais o EPA e DHA são os mais encontrados...

      Se analisar a quantidade de ômega-3 nos peixes, também não é alta, observe a TACO. Não vejo justificativa para tanto alarde "coma peixe porque tem ômega-3"...

      Excluir
    2. Vou fazer uma inveja: No próximo sábado dia 30 estarei pescando e me deliciando com um delicioso salmão, pescado subindo o rio Yelcho, vindo do pacífico, de sabor incomparável!!! E não pare de escrever Luiz Sergio, depois do carnaval nossa consulta hein!

      Excluir
  2. Escreva com mais frequência, sou sua fã de carteirinha! rs.

    ResponderExcluir
  3. Olá, primeira vez que estou no blog, sou colega de trabalho mas do tipo que nunca deixou uma dieta igual pra todo mundo na gaveta, pelo contrario, sempre prezei individualização, pois tb tive más experiências com nutricionistas que davam cardápios iguais á todos na minha adolescência.
    Mas o assunto que queria mesmo falar com você é sobre o low carb, tenho pesquisado muito sobre isso e estou fascinada.
    Porém ainda tenho duvidas sobre a melhor forma de se perder gordura e manter a massa muscular.
    Neste caso você recomendaria repor o carbo após o treino de musculação ou por ter um foco inicial em perda de gordura não é interessante repor o carbo e só fazer isso um dia da semana no carb nite? tenho interesse em hipertrofia, porém ainda tenho gordura para perder e queria preservar a massa magra que tenho.
    Desculpe se ficou confuso, tenho pesquisado muito todos os dias e tenho duvida neste sentido de repor ou não carbo após o treino de musculação quando o foco é reduzir a gordura corporal preservando a massa magra.
    Desde já agradeço de coração a atenção.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Talyta! A melhor atitude que podes ter para manter massa muscular enquanto reduz o % de gordura é: estimular a musculatura, então "castigue" seus músculos com um treino de musculação intenso... Se sua dieta não for hipocalórica demais, não vai perder massa muscular...

      Como tudo é individual, o importante é analisar seu ponto de partida (sua dieta atual), se antes você consumia em média umas 200g de carboidratos por dia e agora diminuiu para 100g, não tem como seu corpo não perceber a diferença, certamente vai diminuir o estímulo à Insulina... As vezes eu concentro os carboidratos em uma refeição-chave, às vezes distribuo ao longo do dia, enfim, é usar uma estratégia e analisar o resultado...

      Lembre que se sua musculatura tem pouco glicogênio, gordura será o combustível do treino, então não há razão para repor o que não foi perdido...

      Excluir
  4. Bom dia, caro Luiz sou ciclista amador, faço uso de estratégias como pre treino (gorduras boas incluindo MCT) pre treino costumo elevar bem a insulina para repor o que foi perdido! Porém meu desempenho está longe dos meu demais colegas, acredito que por conta de eles utilizar carboidratos e eu não! Bom eu estou tentando perder uma boa parte de gorduras localizada, estou conseguindo. Gostaria de otimizar isso, como faço consultar com vc? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Juliano! Tem um formulário logo no começo da página, lado direito... Lá tem uma parte ENTRE EM CONTATO POR AQUI

      Excluir